Culinária pelo Mundo – Argentina

141captura+de+tela+inteira+18012013+165936

Olá pessoal,

Após conhecermos um pouco da culinária da Singapura, lá no outro lado do mundo, vamos fazer uma parada aqui pertinho, na nossa vizinha Argentina.

A República Argentina é o segundo maior país da América Latina em território e o terceiro em população, sendo o oitavo país em extensão territorial do mundo. Sua capital é Buenos Aires, grande rota de turismo para milhares de brasileiros todos os anos.

É considerado um país com mercado emergente, sendo a terceira economia da América Latina, com altos índices de alfabetização e qualidade de vida. Contudo, a Argentina sofre com altos índices de inflação. Outro problema é a falta de confiança no governo, o qual é considerado corrupto. Outra crítiva está na falta de independência judicial, com impostos e tarifas muito elevadas.

A Argentina possui grande diversidade de recursos naturais e a indústria se desenvolveu no beneficiamento desses alimentos e bebidas, com destaque para a cerveja e para o vinho. A indústria automobilística também é um destaque nacional, assim como a produção de aparelhos eletrônicos.

Mas agora, vamos ao que interessa: a culinária!

A culinária argentina se caracteriza por dar grande importência para as carnes, vinhos e empanadas. Duas importantes influências para a culinária da Argentina foram a culinária italiana e a espanhola.

Na Argentina há diferentes tipos de cortes da carne de gado. Uma forma encontrada na maioria dos restaurantes é a parrilla: pedaços suculentos de carne estirados em uma grelha sobre um colchão de brasas de madeira dura ou carvão, normalmente acompanhada com batata, farofa e pupunha.

Para os argentinos é praticamente um pecado comer carne bem passada, sendo muito apreciada a carne que conserva seu suco e interior avermelhado.

A empanada argentina é geralmente assada, mas pode ser frita. O recheio normalmente é de carne cortada em pequenos cubos, mas também são muito populares os recheios de frango, queijo com cebola, sempre bem picantes! Normalmente utilizam a pimenta caiena. É muito parecido com o nosso pastel assado, mas algumas características da massa e do recheio a diferenciam e dão o diferencial.

O alfajor é bastante característico da Argentina e juntamente com o tango é um ícone da cultura do país.

É um doce composto por duas ou três camadas de massa, que após assadas ficam crocantes e macias, com aspecto um pouco esfarelado. Com recheio de doce de leite, coberto com chocolate derretido ou polvilhado com açúcar de confeiteiro. No país são consumidos seis milhões de alfajores todos os dias, das mais diversas marcas.

A marca mais conhecida é a Havanna, tendo sido criada em 1948 e só na Argentina possui mais de cento e oitenta lojas.

Ficaram com vontade de conhecer a terra dos nossos “hermanos”?

Boa viagem e até a próxima parada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *